💻 Vamos ao nosso 88º Encontro Virtual Cinematógrafo e Saladearte, neste sábado, dia 12/6, às 16h, como sempre, via Google Meet. Uma crônica cotidiana da dura realidade social, sem perder a ternura.

Participe! Inscreva seu email para receber os links especiais, os acessos às salas virtuais e participar das conversas! OS EMAILS são entregues toda quarta-feira. Abaixo, a Nota dos Curadores.

Nossos encontros virtuais são abertos e gratuitos. Em 2021, eles acontecem sempre aos sábados. Os filmes indicados são assistidos com antecedência e são temas de nossas conversas! Para participar e receber por email os links especiais e as infos de nossos encontros virtuais, cadastre-se! OS EMAILS são entregues toda quarta-feira:

Dúvidas? Entre em CONTATO conosco.


📒 NOTA DOS CURADORES

Dois camaradas se encontram na Praça Vermelha, em Moscou, logo depois do colapso do comunismo:

– Tudo o que nos disseram sobre o comunismo, afinal, era mentira! – diz o primeiro.

– Sim. Mas o pior é que tudo o que nos disseram sobre o capitalismo, afinal, era verdade! – retruca o segundo.

“Segunda-feira ao Sol” (2002) reflete, com dura ternura, o impacto das imposições neoliberais na vida social, partindo de um episódio real localizado: o fechamento de um estaleiro que desempregou mais de duzentos trabalhadores numa cidade portuária espanhola, no final da década de 1990.

Um grupo de amigos, todos operários desempregados, se encontram diariamente num bar para compartilhar suas angústias. Javier Bardem é Santa, o mais temperamental e politizado dentre eles. Ele se recusa a aceitar a falência dos ideais e insiste em encampar alguma luta, apegando-se ao orgulho íntimo e à dignidade como última trincheira.

O bar é o ponto de encontro. O clima ali é de melancolia, mas uma melancolia eivada de humor e camaradagem. Os outros amigos desempregados, cada um a sua maneira, enfrentam os dramas que se desdobram com o desemprego: a crise conjugal, o sentimento de abandono, a resignação sublimada, as relações familiares. O desemprego, que compromete a situação econômica, se desdobra em consequências afetivas, emocionais e existenciais, nos homens e mulheres.

“Segunda-feira ao Sol” parte de um contexto real espanhol, mas reflete uma realidade social que abrange o mundo globalizado. A premissa de “filme social”, entretanto, se dissolve sutilmente no drama sobre amizade e solidão, medos e sonhos. Em essência, é um filme terno que transcorre em meio à dureza da vida, entre a melancolia e a improvável alegria que, apesar de tudo, insiste no riso e no canto! É o terceiro longa do diretor espanhol Fernando Leon de Aranoa e foi o representante da Espanha no Oscar de 2002. Javier Bardem, como Santa, empresta uma energia especial à essa crônica do cotidiano, sensível e envolvente.

POR Fabricio e Mel, cineastas e curadores do Cinematógrafo.


📌 nossos encontros são abertos e gratuitos.

PARTICIPE!

Assista ao filme até sábado (5/jun) e participe do nosso 87º Encontro Virtual Cinematógrafo e Saladearte. Os curadores Mel e Fabricio vão introduzir a conversa e depois abrir à participação do público. Venha compartilhar suas impressões conosco.

Inscreva seu email para receber os e-mails de nossos encontros, com links e infos. Os e-mails são entregues nas quartas-feiras e os encontros acontecem sempre nas tardes de sábado. A participação é gratuita, aberta a contribuições voluntárias.

ENCONTROS VIRTUAIS

Os Encontros Virtuais Cinematógrafo e Saladearte, em 2021, passam a acontecer nas tardes de sábado, sempre às 16h. Os encontros vêm acontecendo desde o início da quarentena, sempre com um filme diferente sugerido pelos curadores do Cinematógrafo, os cineastas Camele Queiroz e Fabricio Ramos, e que pode ser visto online, em casa, a qualquer hora antes do encontro. As conversas acontecem via Google Meet e são participativas. A ação é gratuita, aberta e não tem fins comerciais.

Acompanhem o Instagram e Facebook do Cinematógrafo para ficar por dentro de nossa programação de Encontros Virtuais, que acontecerão durante todo o período em que as salas de cinema precisarem ficar fechadas por conta do distanciamento social necessário para conter a disseminação do coronavírus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s