Gravação do 16º Encontro:

 

Nota dos curadores:


Captura de Tela 2020-06-03 às 13.38.34

Fado é também destino. Em “A Religiosa Portuguesa” (2009), o fado, encarnado pelas vozes e presenças calorosas de Aldina Duarte e Camané, dá o tom do filme e do destino das personagens.

As origens do fado, aliás, são incertas. Pode ter suas raízes mais profundas no Lundu e nas danças angolanas. Como não captar nesse filme, que irradia a energia de Lisboa, uma presença da Cidade da Bahia, dessa Salvador que é um grande anfiteatro barroco e “afroíndio” — em suma, brasileiro.

A história de Julie de Hauranne, uma jovem atriz francesa que fala a língua da sua mãe, o português, mas que nunca esteve em Lisboa, quando chega pela primeira vez à cidade, onde vai rodar um filme baseado nas “Lettres portugaises” de Guilleragues. Rapidamente, deixa-se fascinar por uma freira que vai rezar, todas as noites, na capela da Nossa Senhora do Monte, na colina da Graça. No decurso da sua estadia, a jovem vive uma série de encontros, que, à imagem da sua existência anterior, parecem efêmeros e inconsequentes. Mas, após uma noite em que, finalmente, fala com a freira, ela consegue entrever o sentido da vida e do seu destino.

Uma breve cena do filme sintetiza bem o humor de Eugène Green e o estilo do filme: na história, em que há um filme acontecendo dentro do filme, aparece um diálogo entre a atriz e sua maquiadora. Esta – ao ouvir que o filme não é convencional – dispara: “chato, então”. Ao que a atriz responde: “espero que não, a história me emociona”. Eugène Green está a falar diretamente conosco, através da energia de suas personagens. E fala profundamente.

Link especial para ver o filme (acessível até dia 7 de junho). Lembre-se de ativar as legendas: clique aqui.

Nosso 16º Encontro Virtual do Saladearte Daten e Cinematógrafo é neste sábado, 6 de junho, às 16h.

Para receber por email os links de nossos encontros, cadastre seu email: clique aqui.  e/ou acompanhe as nossas redes sociais no Instagram e Facebook.

20200603_124124_0000

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s