50 encontros virtuais! 50 diferentes filmes discutidos! A partir do nosso 51º Encontro, que será no dia 10/10, vamos dar início a uma nova etapa!

Neste sábado, 3 de outubro, completaremos 50 Encontros Virtuais Cinematógrafo e Saladearte Daten. Desde 11 de abril, quando o distanciamento social imposto pela pandemia ainda estava no início, viemos realizando encontros virtuais nas quartas e nos sábados, para conversar sobre um filme diferente a cada encontro. Passeamos por 50 filmes de diferentes formas, temas, estilos, épocas e nacionalidades (“o cinema é a mais internacional das artes”), conversando em grupo sobre um significativo recorte da cinematografia inventada no mundo, no Brasil e na Bahia. (As gravações dos encontros ao vivo estão disponíveis: acesse aqui).

MUDANÇA DE PROPOSTA

A partir do 51º Encontro Virtual, que será no sábado, dia 10 de outubro, nós vamos desacelerar o ritmo e nos demorar um pouco mais em cada filme. Manteremos os dois encontros virtuais semanais, aos sábados e às quartas. Mas, em vez de dois filmes por semana, nos debruçaremos em um filme a cada dois encontros: no sábado, a conversa temática, inspirada pela fruição do filme e trocas de impressões e relações com a vida e a arte; na quarta, inspirados pelo mesmo filme de sábado, vamos falar propriamente das questões cinematográficas, a linguagem e as razões formais de cada filme.

Um filme para dois encontros, portanto.

Por que aquela cena me marcou? Por que me incomodou? Sem perder o sentido da fruição e a diversidade dos olhares, nas quartas vamos retomar o filme dos sábados e conversar sobre os processos e técnicas de invenção criativa de cada filme, sobre suas razões estéticas e formais. Em resumo, o mesmo filme será tema de dois encontros consecutivos: no sábado, vamos conversar sobre as razões éticas, políticas e existenciais que cada filme evoca, insinua ou provoca. Na quarta, retomamos o mesmo filme para conversarmos a partir de suas razões estéticas e formais, entrevendo as relações destas com as implicações temáticas já discutidas.

A mudança antecipa e, ao mesmo tempo, reflete, as expectativas de substanciais mudanças no Cinematógrafo na Saladearte, cujo propósito maior é contribuir para a expansão e aprofundamento de nossas relações com a arte e o cinema, de forma dialogada nos encontros de formação e fruição continuados.

Além do mais, o ritmo de nossos tempos é apressado. Demorar-se um pouco mais em cada filme transforma a nossa relação com o próprio tempo, para além do filme. Tendo na bagagem 50 filmes discutidos, é hora de redirecionar a experiência para uma relação ritualizada, mais aprofundada, menos apressada com cada filme, cuidadosamente escolhidos pelos curadores.

E mais novidades virão, buscando valorizar o Cinema como uma arte de sentido suspenso, sentido que emerge do próprio encontro entre diferentes pontos de vista. Sentidos provocados, não dados, que são preenchidos pela experiência compartilhada. Cinema para voar, cinema como cachoeira… que, como Arte, nos implica no mundo, nos problemas do mundo e da vida, expandindo a dimensão do sonho, do pensamento e do aprendizado sensível.

Nossos encontros virtuais são gratuitos e abertos à livre participação de quem quiser. Eles acontecem via Google Meet e, para participar, basta inscrever o seu email no formulário para receber os links e informações: saiba mais!

Dos curadores do Cinematógrafo, os cineastas Fabricio Ramos e Camele Queiroz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s