Vamos ver “Millennium Actress” nas noites de duas segundas-feiras (dias 13 e 27), no Cinematógrafo CULT, sempre no Cine Daten, a Saladearte no Shopping Paseo Itaigara.

A primeira das duas sessões é segunda, 13 de junho, às 20h15. A outra sessão é no dia 27.

Inspirado na vida das atrizes Setsuko Hara (a célebre Noriko dos filmes de Ozu), e Hideko Takamine, conta a história de dois documentaristas que investigam a vida de uma lendária atriz aposentada e distanciada do mundo. À medida que ela conta a história de sua vida, a diferença entre realidade e cinema fica turva.

Do mestre Satoshi Kon, um dos maiores diretores japoneses de animação, conhecido, especialmente, por seus aclamados filmes Perfect Blue (1997) e Millennium Actress (2001), seguidos de Tokyo Godfathers (2003) e Paprika (2006).

Um dos traços marcantes de seu cinema é a fusão entre fantasia e realidade. Se em “Perfect Blue” essa fusão exprimia intensa inquietação, em “Millennium Actress” a mistura de ficção e realidade se torna mais lúdica. Alçando o anime a uma maturidade praticamente inédita, Satoshi Kon cria uma história que transita da ficção à realidade para sintetizar uma verdade, para o autor, simples: há muitas maneiras diferentes de ver o mundo, e elas mudam e oscilam no interior de nós mesmos em diferentes fases de nossa vida.

As suas narrativas exploram a complexidade psíquica das personagens, quase sempre realistas, que oscilam entre sonho e realidade, oferecendo em seus filmes e, em especial, em “Millennium Actress” uma experiência em torno do fascínio que o cinema exerce em nós e no mundo. Afinal. São diversas as referências que se encontram no filme de 87 minutos: desde aspectos que aludem a outras obras e à própria vida de Satoshi Kon,  até imagens icônicas do cinema nipônico, como Godzilla, passando por referências a “Trono Manchado de Sangue”, de Kurosawa e a Yasujiro Ozu, dois grandes nomes da história do cinema.

Uma homenagem à sétima arte através de uma obra de arte excêntrica do cinema.

“Millennium Actress” é cult no sentido de já ter, no coração de um relativamente pequeno público, um lugar especial dedicado os filmes únicos de trajetória excêntrica. Mas cada pessoa que chega ao cinema de Satoshi Kon se vê tocado indelevelmente na alma por suas imagens e histórias.

Vamos ver “Millennium Actress” nas noites de duas segundas-feiras, no Cinematógrafo CULT, sempre no Cine Daten, a Saladearte no Shopping Paseo Itaigara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s