Claudio Assis não é um diretor de consensos, “Febre do Rato” tampouco. O Cinematógrafo de dezembro (sáb, 29) exibe o filme não por sua novidade, mas por sua força poética; menos por sua vontade de provocação do que por sua permanência política, no sentido estético do termo, que propõe ao espectador que ele também faça a sua “performance” diante do que vê na tela, liberando-se de qualquer servidão narrativa.
Leia a nota dos curadores no nosso Medium: clique aqui.
 
Nosso encontro é no dia 29, o último sábado do mês e do ano, às 16h30, na Saladearte – Cinema do Museu.
Captura de Tela 2018-12-16 às 11.35.41
 
Que as conversas, divergentes e/ou convergentes, ressoem até o Cinematógrafo 2019, que trará novidades para consolidarmos juntos esse espaço de encontro presencial mediado pelo cinema.
 

O CINEMATÓGRAFO NA SALADEARTE

O Cinematógrafo acontece mensalmente na Saladearte — Cinema do Museu (Corredor da Vitória), sempre no último sábado do mês, exibindo filmes de formas e temas diversificados. A curadoria é dos cineastas Fabricio Ramos e Camele Queiroz e as sessões são sempre seguidas de uma boa conversa sobre o filme, mas também sobre as relações do cinema com a arte e a vida. Os ingressos são vendidos normalmente no local, com preço especial no valor de meia entrada para todos.

Localização:

Anúncios

Um comentário em “Cinematógrafo de dezembro: FEBRE DO RATO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s